translate traduzir traducir
Política

Caroline de Toni fala sobre Decretos de Governadores, confira

Caroline de Toni / Reprodução: Twitter de Caroline de Toni
Caroline de Toni / Reprodução: Twitter de Caroline de Toni
- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Nesta quarta-feira (29), em frente ao Palácio da Alvorada a deputada, Caroline de Toni, do partido PSL falou sobre efeitos de Decretos dos Governadores.

Considerando como exemplo Santa Catarina a deputada afirma que mesmo com uma população de 7 milhões de habitantes, o estado já tem 406 mil desempregados por causa da deliberação do Governador Carlos Moisés.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Além disso, ela esclarece que a pandemia não deve ser utilizada como justificativa para impedir a população de usufruir seu direito de locomoção e que essa medida só poderia ser adotada em caso de guerra declarada.

E ainda, a deputada considera esses tipos de decretos uma afronta à Constituição, pois ela afirma que:

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

“Esses decretos dos governadores são inconstitucionais. Nós não podemos admitir esse abuso de direito, de seciar as liberdades mais sagradas do povo brasileiro que é seu direito de ir e vir, seu direito de circular seja em praias, praças e etc.”

Além do mais, a deputada defende que sejam preservadas vidas e empregos, pois ela declara que:

“Pra agente poder preservar a vida. Agente precisa garantir o direito à sobrevivência.”

LEIA TAMBÉM: Paulo Guedes abre o jogo sobre o futuro do Brasil, confira

Compartilhe:
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter

Ajude-nós a manter este site no ar para levar a voz conservadora cada vez mais longe. Clique no botão apoia.se e contribua com qualquer valor.

LEIA TAMBÉM:
- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Nesta quarta-feira (29), em frente ao Palácio da Alvorada a deputada, Caroline de Toni, do partido PSL falou sobre efeitos de Decretos dos Governadores.

Considerando como exemplo Santa Catarina a deputada afirma que mesmo com uma população de 7 milhões de habitantes, o estado já tem 406 mil desempregados por causa da deliberação do Governador Carlos Moisés.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Além disso, ela esclarece que a pandemia não deve ser utilizada como justificativa para impedir a população de usufruir seu direito de locomoção e que essa medida só poderia ser adotada em caso de guerra declarada.

E ainda, a deputada considera esses tipos de decretos uma afronta à Constituição, pois ela afirma que:

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

“Esses decretos dos governadores são inconstitucionais. Nós não podemos admitir esse abuso de direito, de seciar as liberdades mais sagradas do povo brasileiro que é seu direito de ir e vir, seu direito de circular seja em praias, praças e etc.”

Além do mais, a deputada defende que sejam preservadas vidas e empregos, pois ela declara que:

“Pra agente poder preservar a vida. Agente precisa garantir o direito à sobrevivência.”

LEIA TAMBÉM: Paulo Guedes abre o jogo sobre o futuro do Brasil, confira

Este site utiliza cookies para garantir a melhor experiência de navegação aos visitantes.

error: Conteúdo protegido!!!