- PUBLICIDADE -
translate traduzir traducir
Opinião

Brasileiros pagarão a conta pelas ofensas feitas por Gilmar Mendes

Ministro Gilmar Mendes / Reprodução: Twitter oficial do Ministro Gilmar Mendes
Ministro Gilmar Mendes / Reprodução: Twitter oficial do Ministro Gilmar Mendes
- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Os brasileiros pagam a conta pelos serviços públicos como Saúde, Educação, Infraestrutura e etc. Mas, além disso os mesmos também irão pagar pelas ofensas proferidas pelo Ministro do (STF), Gilmar Mendes, ao procurador da república Deltan Dallagnol.

Segundo sentença proferida, na última sexta-feira (7), pelo juiz federal, Flávio Antônio da Cruz, em 02 de dezembro de 2019 o procurador Deltan Dallagnol entrou na justiça contra à União Federal requerendo reparação por danos morais por causa das afirmações do Ministro do STF, Gilmar Mendes.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

A acusação descreve que o ministro Gilmar Mendes, referiu-se a força tarefa da Lava Jato como:

“Organização criminosa de Curitiba” e como “gente muito baixa, muito
desqualificada”.

 Assim, o juiz federal substituto da 11ª Vara Federal de Curitiba, Flávio Antônio da Cruz, proferiu uma sentença para a União Federal pagar o valor de R$ 59.000,00 ao procurador da república. Mas, os recursos da União são originados da arrecadação de recursos pagos pelos brasileiros, através do pagamento de impostos. Assim, serão os brasileiros que pagarão a conta pelos atos do ministro.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

A decisão da referida sentença repercutiu no contexto político, a deputada federal, Carla Zambelli (PSL-SP), através de sua conta Twitter declarou que:

“Se eu tivesse sido condenada a pagar uma indenização por ofender um procurador da lava jato, a indenização sairia do meu bolso, como qualquer cidadão comum, certo?”

Ademais, a deputada almeja investigar uma forma legal para corrigir essa situação, pois ela mencionou que:

“Estudaremos o assunto para ver uma saída legislativa para consertar essa imoralidade jurídica”.

Dessa forma, podemos elencar os seguintes questionamentos: Por que o ministro não pode ser responsabilizado por suas declarações? Por que os brasileiros pagarão a conta pelas afirmações do ministro do STF?

Em suma, todos os brasileiros deveriam pagar pelas suas ações sem exceção de nenhuma pessoa. Assim, é uma imoralidade os brasileiros pagarem por afirmações de um ministro.

Confira na íntegra a sentença do juiz federal, Flávio Antônio da Cruz, acessando AQUI.

Compartilhe:
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter

Ajude-nós a manter este site no ar para levar a voz conservadora cada vez mais longe. Clique no botão apoia.se e contribua com qualquer valor.

LEIA TAMBÉM:
- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Os brasileiros pagam a conta pelos serviços públicos como Saúde, Educação, Infraestrutura e etc. Mas, além disso os mesmos também irão pagar pelas ofensas proferidas pelo Ministro do (STF), Gilmar Mendes, ao procurador da república Deltan Dallagnol.

Segundo sentença proferida, na última sexta-feira (7), pelo juiz federal, Flávio Antônio da Cruz, em 02 de dezembro de 2019 o procurador Deltan Dallagnol entrou na justiça contra à União Federal requerendo reparação por danos morais por causa das afirmações do Ministro do STF, Gilmar Mendes.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

A acusação descreve que o ministro Gilmar Mendes, referiu-se a força tarefa da Lava Jato como:

“Organização criminosa de Curitiba” e como “gente muito baixa, muito
desqualificada”.

 Assim, o juiz federal substituto da 11ª Vara Federal de Curitiba, Flávio Antônio da Cruz, proferiu uma sentença para a União Federal pagar o valor de R$ 59.000,00 ao procurador da república. Mas, os recursos da União são originados da arrecadação de recursos pagos pelos brasileiros, através do pagamento de impostos. Assim, serão os brasileiros que pagarão a conta pelos atos do ministro.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

A decisão da referida sentença repercutiu no contexto político, a deputada federal, Carla Zambelli (PSL-SP), através de sua conta Twitter declarou que:

“Se eu tivesse sido condenada a pagar uma indenização por ofender um procurador da lava jato, a indenização sairia do meu bolso, como qualquer cidadão comum, certo?”

Ademais, a deputada almeja investigar uma forma legal para corrigir essa situação, pois ela mencionou que:

“Estudaremos o assunto para ver uma saída legislativa para consertar essa imoralidade jurídica”.

Dessa forma, podemos elencar os seguintes questionamentos: Por que o ministro não pode ser responsabilizado por suas declarações? Por que os brasileiros pagarão a conta pelas afirmações do ministro do STF?

Em suma, todos os brasileiros deveriam pagar pelas suas ações sem exceção de nenhuma pessoa. Assim, é uma imoralidade os brasileiros pagarem por afirmações de um ministro.

Confira na íntegra a sentença do juiz federal, Flávio Antônio da Cruz, acessando AQUI.

Este site utiliza cookies para garantir a melhor experiência de navegação aos visitantes.

error: Conteúdo protegido!!!