- PUBLICIDADE -
translate traduzir traducir
Opinião

Haddad leva um fora da Embaixadora da Ucrânia no Brasil, confira

Fernando Haddad / (Imagem: Twitter do Terça Livre)
Fernando Haddad / (Imagem: Twitter do Terça Livre)
- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

O petista Fernando Haddad levou uma invertida no Twitter após chamar médicos ucranianos de terroristas na última segunda-feira(01).

Haddad havia dito que o Presidente Bolsonaro expulsou médicos cubanos e importou terroristas da Ucrânia, veja o tweet:

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -
Reprodução: Twitter do Fernando Haddad

No entanto, a embaixadora da Ucrânia no Brasil, Fabiana Tronenko, não gostou nada da forma com o petista se referiu aos ucranianos. Então ela resolveu respondê-lo a altura, confira:

Reprodução: Twitter da Fabiana Tronenko

A fala infeliz do Haddad, repercutiu pelas redes sociais, internautas criticaram fortemente o petista dizendo que ele deveria ser denunciado por crime de ódio contra o povo ucraniano.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Enquanto a esquerda e alguns órgãos da imprensa brasileira tentam criar a narrativa, de que movimentos que ateiam fogo na bandeira do Brasil, atacam com violência opositores, destroem patrimônio público e privado, são chamados “pró-democracia”.

Por outro lado, movimentos em defesa do Brasil, vestidos de verde e amarelo, sem destruir nada, lutando pela liberdade de expressão de todos, em favor da família e dos valores morais, são chamados anti-democracia.

A mídia fica “calada” enquanto políticos como Haddad chamam ucranianos de terroristas apenas estarem do lado das pessoas de bem. Mesmo assim, hoje a internet livre permite que as pessoas tomem ciência de quem são os verdadeiros terroristas, e por isso, a esquerda luta tanto pra regulamentar as redes sociais e calar a voz dos conservadores.

Compartilhe:
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter

Ajude-nós a manter este site no ar para levar a voz conservadora cada vez mais longe. Clique no botão apoia.se e contribua com qualquer valor.

LEIA TAMBÉM:
- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

O petista Fernando Haddad levou uma invertida no Twitter após chamar médicos ucranianos de terroristas na última segunda-feira(01).

Haddad havia dito que o Presidente Bolsonaro expulsou médicos cubanos e importou terroristas da Ucrânia, veja o tweet:

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -
Reprodução: Twitter do Fernando Haddad

No entanto, a embaixadora da Ucrânia no Brasil, Fabiana Tronenko, não gostou nada da forma com o petista se referiu aos ucranianos. Então ela resolveu respondê-lo a altura, confira:

Reprodução: Twitter da Fabiana Tronenko

A fala infeliz do Haddad, repercutiu pelas redes sociais, internautas criticaram fortemente o petista dizendo que ele deveria ser denunciado por crime de ódio contra o povo ucraniano.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Enquanto a esquerda e alguns órgãos da imprensa brasileira tentam criar a narrativa, de que movimentos que ateiam fogo na bandeira do Brasil, atacam com violência opositores, destroem patrimônio público e privado, são chamados “pró-democracia”.

Por outro lado, movimentos em defesa do Brasil, vestidos de verde e amarelo, sem destruir nada, lutando pela liberdade de expressão de todos, em favor da família e dos valores morais, são chamados anti-democracia.

A mídia fica “calada” enquanto políticos como Haddad chamam ucranianos de terroristas apenas estarem do lado das pessoas de bem. Mesmo assim, hoje a internet livre permite que as pessoas tomem ciência de quem são os verdadeiros terroristas, e por isso, a esquerda luta tanto pra regulamentar as redes sociais e calar a voz dos conservadores.

Este site utiliza cookies para garantir a melhor experiência de navegação aos visitantes.

error: Conteúdo protegido!!!