translate traduzir traducir
Internacional

Estudo aponta que luz do Sol pode eliminar coronavírus em 34 minutos, confira

Praia vazia
Praia vazia
- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Um estudo publicado em junho deste ano na revista Photochemistry and Photobiology apontou que o sol forte de verão é capaz de eliminar cerca de 90% do coronavírus presentes em superfícies infectadas.

O estudo foi feito por Jose Luis Sagripanti e David Lytle, cientistas aposentados do Exército dos EUA e da FDA(Food and Drug Administration), respectivamente.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Segundo o estudo deles, a luz solar do meio-dia durante o verão é eficaz na inativação do vírus causador da covid-19, quando tossido ou espirrado em superfícies.

Os dois cientistas avaliaram como o vírus SARS-CoV-2 se comporta quanto exposto por um certo período a raios UVB, e perceberam que boa parte tende a não sobreviver nas superfícies expostas.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

O experimento foi baseado em um modelo de estudo que já foi usado anteriormente para checar o comportamento dos vírus do Ebola e Lassa.

Por outro lado, eles alertaram que nos meses de inverno a situação é inversa, ou seja, o vírus tende a sobreviver por mais tempo nas superfícies infectadas.

A nova evidência vem meses depois que especialistas em saúde derrubaram a ideia de que o vírus não se espalha tanto em climas mais quentes.

FONTES: NyPost e PubMeb

Compartilhe:
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter

Ajude-nós a manter este site no ar para levar a voz conservadora cada vez mais longe. Clique no botão apoia.se e contribua com qualquer valor.

LEIA TAMBÉM:
- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Um estudo publicado em junho deste ano na revista Photochemistry and Photobiology apontou que o sol forte de verão é capaz de eliminar cerca de 90% do coronavírus presentes em superfícies infectadas.

O estudo foi feito por Jose Luis Sagripanti e David Lytle, cientistas aposentados do Exército dos EUA e da FDA(Food and Drug Administration), respectivamente.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Segundo o estudo deles, a luz solar do meio-dia durante o verão é eficaz na inativação do vírus causador da covid-19, quando tossido ou espirrado em superfícies.

Os dois cientistas avaliaram como o vírus SARS-CoV-2 se comporta quanto exposto por um certo período a raios UVB, e perceberam que boa parte tende a não sobreviver nas superfícies expostas.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

O experimento foi baseado em um modelo de estudo que já foi usado anteriormente para checar o comportamento dos vírus do Ebola e Lassa.

Por outro lado, eles alertaram que nos meses de inverno a situação é inversa, ou seja, o vírus tende a sobreviver por mais tempo nas superfícies infectadas.

A nova evidência vem meses depois que especialistas em saúde derrubaram a ideia de que o vírus não se espalha tanto em climas mais quentes.

FONTES: NyPost e PubMeb

Este site utiliza cookies para garantir a melhor experiência de navegação aos visitantes.

error: Conteúdo protegido!!!